(11) 97569-1373

Conseg do Centro de Suzano pede 'participação' da população

Desde que retornou em outubro, com a primeira reunião realizada em dezembro, poucas demandas chegaram ao Conseg Centro, segundo o presidente Ednilson Macedo

1 AGO 2020 - 20h:41 Por de Suzano
Geralmente, as demandas chegam ao Conseg e são repassadas para serem solucionadas, o que demonstra a importância da criação de um grupo com essa responsabilidade Geralmente, as demandas chegam ao Conseg e são repassadas para serem solucionadas, o que demonstra a importância da criação de um grupo com essa responsabilidade / Regiane Bento/Divulgação
O Conselho Comunitário de Segurança Centro (Conseg) pede uma participação efetiva da população, para que questões relacionadas à segurança da região central e de bairros que têm a abrangência do grupo, possam ser levadas às forças de segurança e autoridades da cidade.
 
Geralmente, as demandas chegam ao Conseg e são repassadas para serem solucionadas, o que demonstra a importância da criação de um grupo com essa responsabilidade. Além do Conseg Centro, a cidade conta com os consegs de Palmeiras e do Boa Vista.
 
No entanto, desde que retornou em outubro, com a primeira reunião realizada em dezembro, poucas demandas chegaram ao Conseg Centro, segundo o presidente Ednilson Macedo. 
 
Por isso, ele pede para que a população da região central e de bairros atendidos pelo conselho, como Vila Amorim e Jardim Imperador, participem mais das reuniões.
 
“O nosso trabalho é levar as informações da população até as autoridades, só que precisamos de uma participação efetiva da população. Falta demanda. Estamos preparados para leva-las às autoridades e gostaríamos que a população trouxesse estes problemas para nós”, pede Macedo.
 
Ele conta também que há várias propostas e ações sociais sendo conversadas dentro do conselho, mas a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) tem atrapalhado, uma vez que o grupo foi criado para realizar trabalhos voltados à segurança da população.
 
“As propostas estão sendo conversadas, mas tem muita coisa voltada para a área da saúde neste momento. O conselho é voltado às polícias Civil e Militar e para a segurança pública. Íamos fazer, no início de junho, uma arrecadação de agasalho, mas não conseguimos por conta da pandemia", disse. "Realizamos reuniões e estamos pedindo para que as pessoas participem. Neste momento, as reuniões mensais são por vídeo e esperamos que a população interaja”, reforçou o presidente.

Leia Também