Logo de aniversário de 60 anos
(11) 4745-6900

Instituto Thadeu José de Moraes concorre a prêmio ‘Melhores ONGs de 2021’

Premiação seleciona as melhores Organizações Não Governamentais (ONGs) do País

3 MAI 2021 - 20h:47 Por Matheus Cruz - de Suzano
Silvia Rangel: “É um desafio, mas também uma grande realização” Silvia Rangel: “É um desafio, mas também uma grande realização” / Isabela Oliveira/DS
O Instituto Thadeu José de Moraes (IJTM) está concorrendo ao prêmio “Melhores ONGs de 2021”. Promovido pelo Instituto Doar em parceria com ‘O Mundo Que Queremos’ e com apoio da Ambev, a premiação seleciona as melhores Organizações Não Governamentais (ONGs) do país. Em entrevista ao DS, a gestora do instituto, Silvia Rangel, destacou a importância dos projetos promovidos pela entidade e a possibilidade da premiação. 
 
“Nossa intenção é fazer com que o Instituto decole para todo o país. É um desafio, mas também é uma grande realização. Acho que o desafio maior é mostrar para a sociedade que o trabalho social tem que ser bem feito. Ele não pode refletir a cultura que tínhamos antes, de dar apenas o que sobra. Precisamos de profissionais, bom planejamento e principalmente, a valorização de quem é atendido pela instituição”, destacou. 
 
Para estar apto à premiação neste ano, os trabalhos realizados no Instituto Thadeu José de Moraes começaram a ser apresentados desde o ano passado em alguns editais. Dessa forma, a entidade ganhou uma mentoria do Programa Voa, da Ambev. 
 
“Um dos editais que participamos no ano passado foi o Programa Voa, da Ambev. Todos os projetos realizados pelo instituto foram apresentados. Entre várias instituições inscritas fomos selecionados e, neste processo, recebemos uma mentoria ao longo de um ano. Com isso, foi possível elaborar um bom projeto para participarmos do Programa de Excelência da Ambev, que nos dá a possibilidade da premiação”, contou Silvia. 
 
No processo de mentoria, foi feita a reestruturação da área de identidade visual. Com isso, até a logo oficial do instituto passou por mudanças. “Tínhamos uma logo com um peixe. Só que isso era a identidade de quando iniciamos. Quando falamos de um trabalho social, estamos falando do olhar da comunidade que faz parte. Entendemos que a instituição deveria ter a cara do seu público”, explicou a gestora do ITJM. 
 
Para a mudança, o instituto promoveu uma série de levantamentos e conversas com a comunidade. “Hoje nossa logo é uma mãozinha com um coração. A ideia é trazer cores, paz e amor. Trouxemos a mão porque ela é importante no acolher”, completou Silvia. 
 
A premiação ocorre entre final de outubro e novembro. Ao longo dos próximos meses, algumas adequações ainda estão previstas na parte de comunicação do instituto. De acordo com a gestora da entidade, toda a parte organizacional e documental já está dentro dos padrões exigidos pelo edital. 
 
Neste cenário pandêmico, as atividades realizadas pelo Instituto Thadeu José de Moraes estão ocorrendo de forma remota. Exceto a entrega de marmitas, destinada às famílias cadastradas em um dos dez projetos oferecidos pelo instituto. 
 
“Não perdemos o vínculo com as famílias. Estamos com atividades remotas, acompanhando e fazendo visitas emergenciais quando necessário. Também estamos oferecendo marmitas todos os dias. Só hoje, entregamos cerca de 80 para famílias que necessitam”, contou Silvia. 
 
Na entidade, todas as atividades são realizadas com foco no fortalecimento do empreendedorismo social e empoderamento das crianças, para que elas se sintam mais seguras. Para isso, o projeto de geração de renda intitulado como “Sonhos e Retalhos” foi elaborado. 
 
Mulheres e Idosos 
 
Da mesma forma, o projeto Sonhos e Retalhos da Melhor Idade também foi criado. A expectativa é atender idosos do Jardim Imperador. No projeto destinado às mulheres, um grupo no WhatsApp foi criado, onde são realizados trabalhos de empreendedorismo, visita social e atendimento psicossocial. 
 
Na espera pela retomada das atividades presenciais no Instituto, ainda são aguardadas novas flexibilizações no município. “Aguardamos as orientações dos decretos municipais para a retomada. O próximo passo será a construção de um protocolo de retomada. Sabemos que aumentou o índice de trabalho infantil, então nosso foco será o acolhimento deste público”, finalizou. O Instituto Thadeu José de Moraes iniciou suas atividades no ano de 2008. Ele faz parte das ações iniciadas pelo grupo Diário de Suzano de Comunicação. 

Leia Também