Logo de aniversário de 60 anos
(11) 4745-6900

Mais de 4,3 mil vacinados perdem o prazo e deixam de tomar a 2ª dose no Alto Tietê

Prefeituras reforçam ações sobre importância da vacinação contra a Covid-19 em duas etapas

10 JUN 2021 - 05h:00 Por Matheus Cruz - de Suzano
Pode impactar na eficácia das aplicações, já que cada vacina tem um prazo exato para a segunda dose Pode impactar na eficácia das aplicações, já que cada vacina tem um prazo exato para a segunda dose / Irineu Júnior/Secop Suzano
Pelo menos 4.351 pessoas que já receberam a primeira dose das vacinas contra a Covid-19 no Alto Tietê ainda não retornaram para a segunda etapa da imunização. O atraso pode impactar na eficácia das aplicações, já que cada vacina tem um prazo exato para a realização da segunda dose. Para evitar que esse número aumente, as prefeituras reforçam orientações à população sobre importância da vacinação em duas etapas. 
 
No caso da Coronavac, vacina do Instituto Butantan - que corresponde ao maior número de aplicações no país - o intervalo indicado entre a primeira e segunda dose é de 21 a 28 dias. Com a vacina da AstraZeneca, de Oxford, a recomendação da segunda dose de reforço é após três meses da primeira aplicação. 
 
Entre as cidades da região que responderam ao DS sobre o número de pessoas que ainda estão com o reforço pendente, Itaquaquecetuba possui o maior número. São 2,3 mil pessoas que ainda não retornaram para receber a segunda dose e podem ter a eficácia do imunizante em risco. 
 
Para os que já estão em atraso com a segunda dose, a Secretaria de Saúde do município recomenda o agendamento pelo site steam360.com.br, e comparecer em um posto de saúde ou ir, sem precisar agendar, ao drive-thru da Univeritas (avenida Uberaba, 251 – Vila Virgínia), das 8h às 15h. 
 
Na cidade de Suzano, a Secretaria de Saúde calcula que pelo menos 1,3 mil pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus na cidade não voltaram no prazo para receber a segunda aplicação. 
 
A pasta esclareceu que reforça a todos que vão até os polos da campanha a respeito da necessidade de serem imunizados em duas etapas, inclusive solicitando atenção à data prevista marcada no comprovante sobre quando devem retornar. A administração municipal também enfatiza este alerta por meio de divulgação online em publicações nas redes sociais. 
 
Além disso, a secretaria está entrando em contato com aqueles que não voltaram para completar a vacinação por meio do número de telefone 
 
Em Ferraz de Vasconcelos, 671 pessoas faltaram na data agendada para a segunda dose. O Executivo ferrazense recomenda essas pessoas procurarem imediatamente um dos polos de vacinação da cidade. 
 
Entre as cidades que responderam, Poá é a que tem o menor número de pessoas que não retornaram para receber a dose de reforço. De acordo com o Departamento de Vigilância em Saúde da cidade, cerca de 80 pessoas não retornaram. Para completar a imunização, a pasta informou que basta comparecer a um dos postos de vacinação, como o Reino da Garotada ou a Praça da Bíblia, das 9 às 15 horas. 
 
Em Mogi das Cruzes, a Prefeitura informou que é difícil estimar o número exato de pessoas que não retornaram e se atrasaram para receber a segunda dose por conta da oscilação dos dados no sistema. Entretanto, o município está promovendo uma série de ações para alertar os munícipes para a importância da aplicação da segunda dose.
 
Para isso, as unidades de saúde fazem contato telefônico com os pacientes com base na data de aplicação da primeira dose para lembrar o prazo da segunda. 
 
O Executivo mogiano também destacou que os agendamentos para segundas doses estão sempre disponíveis no site: cliquevacina.com.br. 
 
Até o final desta reportagem, as cidades de Arujá, Biritiba Mirim, Guararema, Salesópolis e Santa Isabel não responderam o contato do DS.

Leia Também