(11) 97569-1373

Nível das represas cai com estiagem, mas Sabesp descarta risco de rodízio

Para se ter uma ideia, neste mês, a pluviometria acumulada no Sistema Alto Tietê foi de 1,5 milímetros

18 SET 2020 - 05h:00 Por Lucas Lima - de Suzano
Represas têm queda no nível de água, mas Sabesp descarta risco para o abastecimento na região Represas têm queda no nível de água, mas Sabesp descarta risco para o abastecimento na região / Jackeline Lima/Divulgação
A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) descarta risco ao abastecimento das represas do Sistema Produto Alto Tietê (Spat) devido ao período de estiagem e ao volume de chuvas abaixo da média histórica. Até ontem, o nível do Spat era de 61,9% de volume de água armazenada. Apenas duas das cinco represas operam com volume acima dos 50%.
 
Para se ter uma ideia, neste mês, a pluviometria acumulada no Sistema Alto Tietê foi de 1,5 milímetros. A média histórica do mês é de 80 milímetros.
 
A Sabesp esclareceu que a queda no nível das represas, inclusive do Sistema Alto Tietê, é normal nessa época do ano devido ao período de estiagem e ao volume de chuvas abaixo da média histórica. Segundo a companhia, a situação não oferece risco ao abastecimento, mas a Sabesp pede à população que use de forma consciente a água, evitando desperdício.
 
Em relação ao volume de água armazenada pelas represas, apenas a Ponte Nova e Paraitinga operam com o maior volume de água em relação às suas capacidades. A primeira do ranking é a Ponte Nova, localizada em Salesópolis, que opera com 86%. Na sequência vem Paraitinga, também situada em Salesópolis, que armazena 64,8% da capacidade de água.
 
Por outro lado, outras três represas operam com menos da metade da capacidade de água. Entre elas está a represa de Taiaçupeba, que fica entre os municípios de Suzano e Mogi das Cruzes, com 33,6% de seu volume preenchido. Além dela, a barragem de Biritiba opera com volume de apenas 14,8%.
 
Operando com o menor volume entre as cinco da região, a represa Jundiaí, localizada uma parte em Mogi, tem apenas 8,1% de sua capacidade total armazenada.
 
Chuva
 
Para se ter ideia, até ontem, a média mensal de chuva em Suzano era de apenas 3%. A chuva pode voltar a cair na cidade hoje à tarde, segundo dados do site Climatempo. A previsão mostra que o dia terá sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva podem ocorrer na parte da tarde. Já à noite o tempo fica aberto. 
 
A chuva também pode atingir a cidade no fim de semana. Para sábado, as chances são de 67%. No dia, a máxima será de 31 graus e a mínima de 17 graus. No domingo a previsão mostra 90%. Contudo, a temperatura pode cair. A previsão é de máxima de 17 graus e mínima de 14 graus.
 
Dicas da Sabesp
 
Entre as dicas citadas pela companhia para racionar água estão o uso de vassoura e balde para lavar áreas como garagem, corredores, dentre outras, e não utilizar mangueiras; não dar descarga à toa e não utilizar o sanitário como lixeira. Segundo a Sabesp, em apenas seis segundos de válvula acionada vão embora cerca de 12 litros de água; não usar água corrente para descongelar alimentos; e ficar atento a possíveis vazamentos. A Sabesp informa que eles podem passar despercebidos e são grandes causas do desperdício.

Leia Também