(11) 4745-6900

Cidades

Procura pela carteira de habilitação movimenta autoescolas em Suzano

Preços variam de R$ 800 a R$ 1.770. Cenário, no entanto, ainda continua abaixo

27 NOV 2021 - 23h:30 Por Thiago Caetano - de Suzano
Procura pela carteira de habilitação movimenta autoescolas em Suzano Procura pela carteira de habilitação movimenta autoescolas em Suzano / Regiane Bento/DS
A procura pela carteira de motorista movimenta as autoescolas de Suzano. O cenário, no entanto, ainda segue abaixo do esperado em alguns estabelecimentos. Os preços variam de R$ 800,00 a R$ 1770,00, descartando outros valores à parte.
 
Um dos fatores que contribuíram para o aumento é o fato de que a CNH passou a ser bastante exigida em vagas de emprego. É o que explica o gerente administrativo William Carlos Dias da Silva. Para ele, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) serviu como um “choque de realidade”. Por lá, a CNH para somente para carro custa R$ 900,00. Para carro e moto, o valor é de R $1300,00. “Muitos lugares passaram a exigir a CNH em vagas de emprego. Com isso, a procura ficou bastante aquecida neste ramo e, praticamente, voltou a ser como era anteriormente”, explicou o gerente.
 
A recepcionista Brendha Sene Correia acredita que a procura pelo documento aumentou em 40%. Por lá, o valor é de R$ 800,00 para carro. Já para moto e carro, a carteira custa R$ 1.200,00. “Muitos ficaram desempregados e vão começar a trabalhar como motorista de aplicativos. Grande parte ia tirar no ano passado. Mas a pandemia atrasou e estão tirando agora”, disse.
 
Em outros estabelecimentos, a procura pela CNH segue em marcha lenta. O proprietário e diretor de ensino de uma autoescola do centro, Eduardo Rodrigues de Araújo, relata uma queda de 50%. Em seu estabelecimento, o valor custa R$ 900,00. “A procura está muito baixa e estamos em novembro. Muitos acham que o documento não sairá neste ano e adiam para janeiro”, analisa Araújo.
 
Tamara Said revelou que a procura caiu 20% no estabelecimento onde atua como diretora. Por lá, o valor individual da CNH é R$ 1380,00. Para carro e moto, o condutor vai desembolsar R$ 1770,00. “A previsão é que haja uma melhora só em 2022. Diminuiu bastante. O aumento da gasolina gerou um ajuste na matrícula, mas não foi gigantesco”, finalizou. 
 
Detran emite 105.378 CNHs neste ano
 
Um levantamento do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran) aponta que 105.378 Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foram emitidas no Alto Tietê em 2021. O aumento foi de 124,14% se comparado ao mesmo período de 2020, quando foram emitidas 47.015.
 
Mogi das Cruzes lidera com 31.786 emissões, seguido por Itaquaquecetuba, com 23.953 e Suzano, com 21.844. Ferraz de Vasconcelos (8.652), Poá (6.251) e Arujá (5.663) aparecem em seguida.
 
Fecham o ranking as cidades de Santa Isabel (3748), Guararema (1886) e Biritiba Mirim (1595). O Detran informou ainda que os números da cidade de Salesópolis são contemplados com os dados de Mogi das Cruzes. 
 
Segundo a autarquia, a carteira de habilitação é emitida e enviada via Correios. Pelo portal do Detran, o condutor pode verificar o endereço cadastrado para a entrega da habilitação. Um endereço alternativo pode ser cadastrado em caso de CNH definitiva ou renovação. O modo vale somente para este fim, não modificando o endereço cadastrado pelo motorista.
 
O departamento pede para o condutor não esquecer de efetuar o pagamento da taxa de emissão em agências bancárias credenciadas ou casas lotéricas. O valor, segundo o departamento, é de R$ 107,00 (com o valor dos Correios). O não pagamento da taxa impede a emissão. Caso o motorista não possua cadastro nos bancos, basta informar o CPF nas casas lotéricas. A autarquia também alerta situações inversas: quando o motorista realiza o pagamento do serviço de renovação ou CNH definitiva e deixa de acessar o portal do Detran ou aplicativo do Popupatempo. O processo deve ser realizado para informar os dados solicitados, dando sequência ao procedimento.

Leia Também