Logo de aniversário de 60 anos
(11) 4745-6900

Supermercados mantêm restrições na pandemia

Entre as medidas está a medição de temperatura

16 JUN 2021 - 23h:00 Por Thiago Caetano - de Suzano
Supermercados mantêm restrições na pandemia Supermercados mantêm restrições na pandemia / Regiane Bento/DS
Os supermercados de Suzano mantêm restrições por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O maior volume de clientes nos estabelecimentos é registrado no final de semana. Entre as medidas, está a medição de temperatura e o controle de clientes dentro da loja. 
 
O DS visitou alguns mercados no Centro de Suzano. Em um deles, localizado na Rua Baruel, um funcionário fica na porta medindo a temperatura dos clientes. 
 
Além disso, há indicações no chão na região dos caixas para os clientes respeitarem o distanciamento social. Todos os estabelecimentos visitados obrigam o uso de máscara na área interna. 
 
O mesmo ocorre no Comercial Esperança, onde André Varela é gerente. Além do uso obrigatório de máscara, do álcool em gel e todo o processo de higienização do mercado, ocorre a distribuição de senha na entrada do estabelecimento.
 
Quando o limite é atingido, a entrada de clientes na loja cessada. 
 
"Temos o controle de senhas. Quando o limite é atingido, paramos de colocar clientes dentro da loja. Quando um sai, outro entra", explica. 
 
Assim como nos demais estabelecimentos, o movimento é 15% maior no final de semana. Lá também ocorre a medição de temperatura, entre outras medidas. "Álcool em gel no mercado, fazemos limpeza dos carrinhos e toda a higienização da loja, além dos cuidados sanitários já conhecidos". 
 
Em outro supermercado, na Vila Urupês, a única restrição segue sendo uso de máscaras e do álcool em gel. No ano passado, restringiu o número de clientes dentro da loja, além de colocar a saída e a entrada do estabelecimento em pontos diferentes e também utilizou um funcionário para medir a temperatura dos clientes. "Deu uma melhorada. Hoje não tem tantas restrições, como tinha no ano passado", disse o gerente Douglas Santos Silva.
 
O gerente também se mostra animado com o movimento. "Segue a todo vapor, principalmente no final de semana", relata. 

Leia Também