Logo de aniversário de 60 anos
(11) 4745-6900

Vacinação

Vacinação contra a Covid-19 acontece nesta quinta-feira na Arena Suzano

Campanha está sendo feita aos munícipes com comorbidades e às mulheres grávidas e puérperas com ou sem problemas de saúde

10 JUN 2021 - 10h:35 Por de Suzano
Atendimento está sendo feito exclusivamente na Arena Suzano Atendimento está sendo feito exclusivamente na Arena Suzano / Mauricio Sordilli/ Secop Suzano
A campanha de vacinação contra a Covid-19 alcança nesta quinta-feira (10) uma nova etapa em Suzano, contemplando os munícipes com comorbidades e as mulheres grávidas e puérperas com ou sem problemas de saúde.
 
O atendimento exclusivo na Arena Suzano (avenida Senador Roberto Simonsen, 90 – Jardim Imperador), das 8 às 17 horas, também prevê a imunização das pessoas com deficiência permanente grave, dos profissionais da Educação com idades de 45 e 46 anos, além da aplicação daqueles que aguardam a segunda dose das vacinas CoronaVac/Butantan ou AstraZeneca/Oxford, conforme prazo estipulado por cada imunizante.
 
O atendimento desta quinta-feira, no polo central, deve oferecer o sistema drive-thru nas dependências do Parque Municipal Max Feffer, com entrada pela Avenida Brasil. A modalidade permite a aplicação da dose diretamente no carro, evitando riscos principalmente para grávidas, idosos e pessoas com mobilidade reduzida. O atendimento direto no ginásio segue normalmente, respeitando o distanciamento mínimo entre os presentes.
 
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, por uma questão de logística, a recomendação é para que os comórbidos com idades entre 25 e 59 anos compareçam ao polo nesta quinta-feira, reservando o atendimento de sexta-feira (11/06) ao restante do grupo de maiores de 18 anos. “Sugerimos essa segmentação do público com comorbidades devido ao volume de pessoas esperadas. Em dois dias de ação será possível diluir a demanda, inclusive com atendimento descentralizado na sexta-feira”, explicou o chefe da pasta, Pedro Ishi.
 
Os indivíduos que fazem parte deste grupo prioritário, assim como as pessoas com deficiência, devem apresentar laudo médico e/ou receita médica com resultados de exames recentes (original e cópia). Já as grávidas e puérperas que deram à luz nos últimos 45 dias precisam portar a carteira de gestante como documento comprobatório. No caso dos profissionais da Educação, com 45 e 46 anos, será exigido o comprovante “Vacina Já Educação” (QR Code), adquirido por meio do cadastro aprovado na plataforma estadual (https://vacinaja.sp.gov.br/educacao). 
 
Os idosos maiores de 60 anos que ainda não receberam a primeira aplicação também poderão se vacinar.

Leia Também