Logo de aniversário de 60 anos
(11) 4745-6900

Saúde

Vacinação contra a gripe contempla 11,8 mil pessoas na 1ª etapa em Suzano

Campanha segue com gestantes, crianças e trabalhadores da Saúde

4 MAI 2021 - 12h:34 Por de Suzano
Vacinação contra a gripe contempla 11,8 mil pessoas na 1ª etapa em Suzano Vacinação contra a gripe contempla 11,8 mil pessoas na 1ª etapa em Suzano / Irineu Junior/Secop Suzano

A Secretaria de Saúde de Suzano dá prosseguimento nesta semana à primeira etapa da campanha de vacinação contra a influenza (gripe), que contempla gestantes, puérperas, indígenas, trabalhadores da saúde e crianças maiores de seis meses e menores de seis anos. O imunizante já chegou a 11.815 aplicações, conforme último balanço divulgado pela pasta. O atendimento está disponível em todas as 24 unidades de Saúde do município e a segunda etapa da campanha se inicia na próxima terça-feira (11), para professores e idosos maiores de 60 anos.

O público beneficiado deve comparecer à unidade de atendimento mais próxima, de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 15h30. Para receber a dose, é preciso apresentar documento original com foto, comprovante de residência de Suzano e carteirinha de vacinação. No caso dos trabalhadores de Saúde, se não imunizados no local de trabalho, deverão apresentar também comprovante do exercício efetivo da função. 

De acordo com o setor de Vigilância Epidemiológica, a estimativa é de que 34,5 mil suzanenses se enquadrem no perfil beneficiado nesta primeira etapa da campanha, sendo as crianças com idades entre dois e quatro anos a maior parcela do público estimado. Deste total, 34,2% já foram imunizados. A partir da próxima terça-feira (11), inicia-se a vacinação dos professores e idosos maiores de 60 anos, representando cerca de 42,3 mil pessoas esperadas.

Por se tratar de uma campanha dividida em etapas, em um processo acumulativo, os grupos prioritários poderão buscar atendimento junto à unidade de saúde mais próxima mesmo após o início da fase seguinte. A terceira e última etapa ocorre entre os dias 9 de junho e 9 de julho, contemplando as pessoas com comorbidades, PcDs, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, trabalhadores portuários, forças de segurança, forças armadas, funcionários do sistema prisional, a população privada de liberdade e os adolescentes e jovens sob medida socioeducativa.

Vale ressaltar que para aquelas pessoas que também já tomaram ou que irão tomar a vacina contra a Covid-19, o prazo de espera de pelo menos 14 dias entre as aplicações deverá ser respeitado. A medida se faz necessária mediante recomendação do Ministério da Saúde e de entidades de classe como a Sociedade Brasileira de Imunizações.

O secretário municipal de Saúde, Pedro Ishi, lembrou da importância da vacinação. “Mesmo que tenhamos observado uma ligeira melhora nos índices de ocupação dos leitos hospitalares, não podemos descuidar. A imunização contra a influenza reduz a incidência de casos graves de gripe, assim evitando a necessidade de atendimento na rede de Saúde, que segue focada no atendimento à Covid-19 e outras ocorrências de urgência e emergência”, finalizou.

Leia Também