(11) 4745-6900

Suami Paula de Azevedo

O Dia da Chloe

9 OUT 2021 - 05h:00

A Chloe é uma menininha muito especial. Ela encanta com seu jeito de se mostrar e interpretar o mundo. Chama a atenção de todos sua maneira de focar tudo e todos no seu tanto equilibrado, entre racional e emocional. Não é comum na gente de sua idade pequena. Ela agora ainda não sabe tudo de como ela é. Vai levar seu tanto até chegar a tal compreensão. Mas cada um tem o seu jeito, ela tem o dela. Vejo como bom. Não reclamo. Fui meu tanto assim. Achava que me desgastava menos que os outros. Tomara que ela também avance lá o seu modo.
Aqueles seus olhos de nos mirar também envolvem e ela sabe, sente o que isso lhe permite frente aos demais. Seu olhar expõe um pequeno mar de esperanças. Que ela nunca perca o que oferece aos demais. 
Ela já mexe nos seus equipamentos digitais. Coisas de sua geração. E segue o caminho de se comunicar nas linhas que se abrem ante sua vontade. E sempre tenta novas descobertas que os instrumentos permitem a quem se lança. Todos os caminhos lhe são permitidos. Brincar e estudar tem muita proximidade. Por que não olhar tudo como possível divertimento? Quem sabe mais a frente uma luz indica um percurso interessante? Deixa seguir!
A caçula sempre traz algo mais adiante. Ainda é cedo para nos mostrar. O dia seguinte se oferece sempre. Um dia vai chegar. Temos de identificar nossas vontades, os anseios. E o tempo sempre nos oferece a luz. Temos de sentir como ver o que pode nos surgir. Olhamos, sim, mas nem sempre vemos. É coisa que se aprende em seu próprio período. Ela também terá suas oportunidades de escolhas. Há de acertar seu percurso entre as cores das alamedas. 
O que mostra o tempo lá fora é o que temos dentro do nosso coração. Nublado por quê, se nos mostramos sob tantos abrigos? O sol tem sua hora. A noite tem sua ousadia. Então não temos razão de colocar o medo frente a nossas mãos. A tarde sempre surge. Vamos ter de escolher. Acendemos a nossa luz? Seria o bom momento? Deixamos mais uns instantes a nos cobrir? Escolher temos. Sempre vamos aprender.
Você vai seguir seu rumo. É assim que marcamos nossos passos. Tudo o que nos acompanha nos ensina. Vamos avançando um dia depois do outro. Não decidimos quando chegar ao ponto. Mas é tão bom nosso caminho. Siga sempre avante, Menina. Nosso carinho vai sempre olhar. 
Em uns versos ela me surge assim:
"Essa Menina":
"ela nos chegou tranquila/ era seu tempo de primavera/ tudo foi preparado/ ao ver o seu dia se iluminar/ nos ofereceu os seus olhos/ de fato tanta esperança nos trazia/ em seu vento suave e alegre//
ela ama vencer/ se tiver de competir/ e não seguir por quê/ se o que vale é caminhar?//
sabe que tem o peito dos pais/ o carinho das suas irmãs/ as bênçãos dos avós/ dos tios e primos terá encontros/ os amigos vão lhe sorrir//
o mundo sempre se abrirá/ ao perfume de seus dedos"
A Chloe me escolheu como terceira netinha. Mais uma alegria a este avô. Acenda mais uma velinha. 
Que bom poder lhe apreciar.