(11) 4745-6900

Cultura

Espaço Opereta recebe encontro de vivência indígena

Evento no dia 10 prevê a presença de representantes da etnia Fulni-ô, para momentos de cantos, danças e pintura corporal

5 ABR 2022 - 16h:00 Por de Poá
Espaço Opereta recebe encontro de vivência indígena Espaço Opereta recebe encontro de vivência indígena / Michele Hernandes/Divulgação

O Espaço Cultural Opereta, em Poá, recebe no próximo dia 10, a etnia Fulni-ô, para um encontro de vivência indígena. O evento será das 14 às 19 horas, e tem vagas limitadas. 

O encontro com os povos Fulni-ô é uma realização da Cia. Teatro Roda Mundo, em parceria com o Núcleo Teatral Opereta e integra o projeto VidAruana, nova produção teatral que está em construção pela companhia. A programação prevê roda de conversa e exibição de vídeos sobre a cultura Fulni-ô, oficina de artesanato, momento de vivência com os cantos e as danças do grupo e pintura corporal com insígnias indígenas. Para participar de toda a programação haverá uma taxa de contribuição de R$ 20, cujo pagamento poderá ser feito via Pix até o dia 7. Aos participantes, a organização pede que tragam pratos de comida e bebida não alcoólica para o almoço compartilhado. No local também haverá a venda de artesanatos a preços populares. Para esta atividade não haverá cobrança de ingresso. 

Histórico

Os Fulni-ô são o único grupo da região Nordeste que conseguiu manter viva e ativa sua própria língua - o Ia-tê - assim como um ritual a que chamam Ouricuri, que atualmente realizam em sigilo. Na parte central das terras da reserva indígena se encontra assentada a cidade de Águas Belas, rodeada totalmente pelo território Fulniô. Os Fulni-ô foram durante muito tempo considerados, pelos estudiosos, como os últimos remanescentes dos históricos índios Karirí, mas essa hipótese ficou descartada após uma análise linguística comparativa concluiu que o Ia-tê bem pode ser uma língua autônoma. 

Leia Também