Logo de aniversário de 60 anos
(11) 4745-6900

Cultura

Projeto Trajetória Literária terá nova transmissão pela internet nesta quinta-feira

Convidado da segunda edição deste ano será o escritor, poeta e cordelista Francis Gomes

20 MAI 2021 - 13h:04 Por de Suzano
O convidado é o escritor, poeta e cordelista Francis Gomes O convidado é o escritor, poeta e cordelista Francis Gomes / Divulgação

A Secretaria Municipal de Cultura transmite nesta quinta-feira (20), a partir das 19 horas, a segunda edição do projeto Trajetória Literária neste ano. Será possível assistir pelo Facebook (@culturadesuzano) e pelo canal da Prefeitura de Suzano no Youtube (www.youtube.com//TVPrefeituradeSuzano).

Nesta edição, o idealizador e mediador da iniciativa, o escritor Ademiro Alves de Sousa, o Sacolinha, traz como convidado para um bate-papo sobre a carreira, seus projetos e outros assuntos ligados ao universo literário o também escritor, poeta e cordelista Francis Gomes.

Natural de Assaré, Ceará, onde nasceu Patativa do Assaré, ele é autor de 29 livretos de cordel e do livro de poesias “Ecos do Silêncio”, “Semeando versos colhendo cordel”, “Um ser tão enigmático” e “Prosas quentes versos lúbricos” e premiado em vários concursos literários. Foi também um dos ganhadores do 1º Festival de Cordel do Centro de Tradições Nordestinas (CTN), em 2011. Francis Gomes faz apresentações em escolas sobre literatura em geral e, em especial, literatura de cordel. No primeiro semestre de 2016, ele, que é o atual presidente da Associação Cultural Literatura no Brasil, viajou por cinco estados ministrando palestras com o escritor Sacolinha.

O projeto Trajetória Literária foi criado em 2005 e tem por objetivo incentivar a leitura, trazendo para a cidade escritores nacionalmente conhecidos. Em síntese é uma iniciativa que aproxima os leitores dos autores. Nomes como Conceição Evaristo, Ignácio de Loyola Brandão, Paulo Lins, Xico Sá, Ferreira Gullar, Antônio Skarmeta, Cidinha da Silva, Jarid Arraes e Ariano Suassuna já participaram de outras edições. Desde sua origem, a mediação dos encontros sempre foi feita pelo escritor Sacolinha

Leia Também