Logo de aniversário de 60 anos
(11) 4745-6900

A importância da 2ª dose

18 ABR 2021 - 05h:00
Muitas pessoas que já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 não voltaram para receber a segunda, o que é totalmente contraindicado pelos médicos. 
Há estados, por exemplo, em que mais de 75 mil pessoas não retornaram aos postos de vacinação após receberem a primeira aplicação. 
Em Santos, no litoral paulista, dois mil idosos com mais de 80 anos não completaram a imunização.
Em Suzano, conforme mostrou o DS, dados de quarta-feira passada (14), mostravam que, pelo menos 711 pessoas com mais de 77 anos estavam em atraso para tomar a 2ª dose da CoronaVac em Suzano. 
As demais faixas etárias só receberam uma dose da vacina. Das 3.497 pessoas que tomara a primeira dose, 79.66% completaram o processo de imunização e 20,33% ainda não foram imunizados pela segunda vez. 
De acordo com especialistas, a possibilidade de infecção após a aplicação de uma dose ocorre pelo fato de o organismo não possuir todos os anticorpos necessários para combater o vírus. 
Com isso, é importante manter os cuidados preventivos, como o uso de máscara e o isolamento social.
Segundo pesquisadores da Fiocruz, o relaxamento de idosos quanto às medidas restritivas após a aplicação da primeira dose pode levar a um aumento no número de internações.
Em Suzano, a Secretaria Municipal de Saúde ressaltou a importância de tomar as duas doses para cada pessoa, pedindo atenção em relação à data de retorno, informada no comprovante de vacinação. Também é feito divulgação pelas redes sociais da Prefeitura.
Na sexta-feira, Suzano imunizou o público de 75 e 76 anos com a segunda dose.
As pessoas que perderam o prazo anterior, puderam receber a imunização. 
Já quem tomou a primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca estão dentro do prazo de imunização da segunda dose, que é de pelo menos, 90 dias. 
Quem não completa o esquema vacinal está mais sujeito à infecção, em comparação com pessoas que recebem as duas doses. Até por isso, esse indivíduo não contribui tanto para o controle da circulação do Sars-CoV-2. Esse é um problema ainda maior em um cenário onde a maioria das pessoas segue sem acesso aos imunizantes. 
Como se não bastasse, a aplicação parcial pode favorecer versões mais resistentes do coronavírus. 
Portanto, é importante que as pessoas, conforme sua faixa etária, fiquem atentas para completar a vacinação e garantir sua proteção contra a Covid-19.

Leia Também