(11) 97569-1373

Ações da GCM

29 DEZ 2020 - 05h:00
O trabalho das guardas municipais tem sido fundamental no processo de segurança pública.
Antes mais restrita a cuidar do patrimônio, as guardas ocupam funções importantes no trabalho de parceria com as Polícias Civil e Militar no combate ao crime.
Na semana passada, o DS trouxe reportagem mostrando que a Secretaria de Segurança Cidadã de Suzano apresentou balanço do trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM).
A corporação atendeu, entre janeiro e outubro, mais de 2,7 mil ocorrências. 
Na apresentação, foram destacados o número de abordagens, em um total de 744; atendimentos à perturbação do sossego, com 609; participação nos chamados da Central de Segurança Integrada (CSI), com 307; e os serviços diversos de atendimento ao público, em pelo menos 250.
Além disso, a GCM também atuou na captura de seis indivíduos foragidos da Justiça, encaminhando-os às autoridades competentes, e trabalhou em casos de roubo, furto a pessoas e veículos, além de abordagens contra o tráfico de entorpecentes. 
Os integrantes da corporação suzanenses estão divididos em funções administrativas; monitoramento por câmeras, na CSI; no Canil e no programa Patrulha Maria da Penha; na Ronda Ostensiva Municipal (Romu) e Ronda Ostensiva Motorizada (Romo); no Grupo Unido na Ação de Repressão às Drogas (Guard), de caráter educativo realizado nas escolas municipais em parceria com a Secretaria Municipal de Educação; e o patrulhamento constante de imóveis e bens públicos. 
Em Suzano, a GCM tem papel importante na realização de visitas periódicas visando à proteção dos bens e serviços públicos, sendo realizada em todo o município por meio de rondas periódicas. Naqueles bens considerados vulneráveis ou prioritários há o policiamento com efetivo fixo. O objetivo é aumentar a sensação de segurança, zelar pela integridade física dos cidadãos, bem como, a dos servidores e garantir a execução dos serviços da administração pública, segundo a Prefeitura.
A GCM também realiza monitoramento às mulheres que já receberam medidas protetivas pelo Juizado da Violência Doméstica e Familiar. Este é um dos serviços da rede de atendimento às mulheres em situação de violência. A Patrulha Maria da Penha (PMP) é composta por equipes especialmente capacitadas, sendo formadas por uma dupla de agentes (feminina e masculino) cada. A atuação das equipes se dá em viaturas padronizadas com a denominação Patrulha Maria da Penha, o que fortalece o caráter pedagógico e preventivo frente à comunidade e principalmente aos agressores.
O programa foi criado em 14 de outubro de 2014 e consiste na resposta do governo municipal para atuar de forma preventiva e protetiva nos casos de violência contra as mulheres. A Patrulha Maria da Penha é uma parceria entre a Secretaria Segurança Cidadã e o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Portanto, é, sem dúvida, um trabalho importante da GCM para garantir o reforço nas ações de segurança.

Leia Também