(11) 4745-6900

Acolhimento no frio

28 JUL 2021 - 05h:00

É preciso uma força-tarefa com o intuito de ajudar os moradores em situação de rua que estão sofrendo com o frio intenso nos últimos dias. 
O Brasil inteiro tem moradores nesta situação. Mais do que nunca é necessário um trabalho efetivo para tentar acolher essa população.
Neste ano, a expectativa é reforçar, em São Paulo, o trabalho das equipes da Defesa Civil Estadual, Polícia Militar, Secretaria de Desenvolvimento Social e Fundo Social na distribuição de cobertores, agasalhos, roupas, sapatos e água.
Esse trabalho vai se expandindo para os municípios, mas ainda não tem sido suficiente. 
Milhares de moradores em situação de rua ainda continuam em dificuldades com a queda das temperaturas.
O DS publicou reportagem ontem mostrando que o serviço de acolhimento emergencial oferecido às pessoas em situação de rua em Suzano opera em novo endereço, localizado no número 630 da rua Felício de Camargo, no centro. O atendimento, até então concentrado no Complexo Poliesportivo Paulo Portela, agora está disponível no antigo prédio do Restaurante Popular. O abrigo conta com o mesmo número de vagas, com capacidade para até 120 pessoas, oferecendo oportunidade de acolhimento completo com refeições, atividades coletivas e individualizadas, espaço para higiene pessoal e local dedicado ao cuidado de animais.
O jornal vem acompanhando as condições dos moradores em situação de rua, inclusive, com entrevistas. Mesmo com todos os esforços do poder público, ainda muitos moradores estão nas ruas, depedendo de um trabalho social.
Conforme reportagem do DS, de acordo com o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Geraldo Garippo, que esteve no local acompanhado do prefeito Rodrigo Ashiuchi e da primeira-dama Larissa Ashiuchi, o remanejamento do serviço temporário visa aproximar o acolhimento aos demais serviços oferecidos pela pasta na região central, além de desocupar o ginásio esportivo para o planejamento da retomada das atividades presenciais pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, conforme o avanço da imunização contra a Covid-19.
A previsão é de que a oferta do acolhimento emergencial se estenda até o final do ano, garantindo proteção e cuidado às pessoas em situação de rua neste período delicado diante da pandemia. No local, o grupo encontra oportunidade de acompanhamento multidisciplinar, inclusive com serviços de Saúde, para o início do processo de reinserção social.
Atualmente, o espaço acolhe 55 pessoas com acesso a refeições completas, atividades coletivas diárias para entretenimento, atendimentos técnicos individualizados e local dedicado aos cuidados dos animais.
É importante garantir auxílio para essa população, garantir roupas e alimentação.

 

Leia Também