(11) 4745-6900

Clínica Itinerante

6 OUT 2021 - 05h:00

O DS trouxe, na edição de ontem, reportagem mostrando que a Secretaria de Saúde de Suzano realizou no último sábado (02) a segunda edição do “Expresso Mulher – Clínica Itinerante de Saúde Feminina”. A iniciativa, que faz parte da campanha Outubro Rosa, garantiu mais de 400 procedimentos especializados para o público feminino das proximidades da Cidade Boa Vista. 
Uma ação de extrema importância para garantir o atendimento às mulheres.
Segundo especialistas, não se pode desassociar o tema política pública da mulher dos impactos que a pandemia nos trouxe. 
As mulheres foram muito atingidas nesta pandemia por estarem na linha de frente ou por ficarem isoladas em suas casas, justamente em um período em que estavam todos assustados e onde a violência doméstica e familiar explodiu porque ficaram confinadas com os seus agressores. 
Há, sem dúvida, uma grande demanda com algumas mulheres apresentando doenças e outros exames que deixaram de ser realizados. Na reportagem que o DS trouxe, na edição de ontem, foi mostrado que durante o acolhimento na Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. André Cano Garcia, elas tiveram acesso facilitado a exames de imagem, consultas e outras necessidades na rede de atenção básica.
A ação foi voltada exclusivamente para as suzanenses que já tinham procedimentos agendados na unidade e em outras localidades adjacentes. Ao longo do dia, os profissionais da Saúde fizeram cem procedimentos de ultrassom de mama e transvaginal, 62 consultas ginecológicas, 40 coletas de exames papanicolau, além de 200 testes rápidos para hepatite e Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), como HIV e sífilis.
Outras medidas também foram oferecidas ao público na ocasião, como acupuntura, atendimentos com dentista e com o Serviço de Atendimento Especializado (SAE), cuidados com a saúde mental, bem como aconselhamentos e orientações sobre os cuidados com a saúde da mulher. A coleta de Papanicolau também se estendeu para as Unidades de Saúde da Família (USFs) Antônio Marques de Carvalho, do Jardim Maitê, e Onésia Benedita Miguel, no Jardim Suzanópolis.
No Brasil, as mulheres formam a maioria: elas são 51,7% da população brasileira. Mesmo assim, a preocupação com certos temas referentes a elas ainda é recente. O cuidado com a saúde da mulher, por exemplo, tem pouco mais de 3 décadas, em relação às políticas e aos protocolos.
De qualquer forma, é indispensável ter máximo cuidado com esse aspecto.
Mesmo com um cotidiano mais atribulado, dar atenção ao seu bem-estar e à qualidade de vida faz toda a diferença. Assim, é possível aumentar sua expectativa de vida e melhorar o seu dia a dia.

Leia Também