(11) 97569-1373

Eleitores faltosos

8 NOV 2020 - 05h:00
O DS trouxe, na semana passada, reportagem mostrando que, pelo menos, 25.836 eleitores do Alto Tietê são considerados “faltosos” pelo Tribunal Superior Eleitoral. Essa designação corresponde aos eleitores que não votaram nem justificaram a ausência nos três últimos pleitos (regulares ou suplementares), sendo cada turno considerado uma eleição. 
Os dados estão presentes no portal do TSE e correspondem a 2019.
Os eleitores faltosos podem fazer muita diferença na hora do voto. 
Apesar do voto ser obrigatório, nem todos conseguem comparecer às urnas para exercer o seu dever como cidadãos. Contudo, a ausência nas eleições pode ser justificada posteriormente, sendo um direito assegurado aos eleitores que estão fora do seu domicílio ou impossibilitados de votar de qualquer alguma maneira.
Só para se ter uma ideia, entre os dez municípios da região, Suzano lidera com 6.803 eleitores faltosos. O portal também apresenta o número de títulos cancelados em 2019. Suzano tem 6.492.
Mogi das Cruzes aparece na sequência com 6.758 eleitores faltosos. Sendo 6.419 já cancelados.
Itaquá é a terceira cidade, com 4.678 faltosos e 4.474 títulos cancelados. Enquanto Ferraz registra 2.609 faltosos e 2.485 cancelados.
Poá e Arujá aparecem com números próximos. São 2.055 e 1.236 faltosos em Poá e Arujá, respectivamente. Poá tem 1.967 títulos cancelados e Arujá 1.167.
Santa Isabel tem 702 eleitores faltosos, onde 654 foram cancelados. Guararema é a oitava cidade, com 440 faltosos e 415 cancelados.
Em Biritiba-Mirim o número de faltosos é de 369. Com 345 cancelados, seguido por Salesópolis com 186 faltosos e 170 cancelados.
O Brasil é um dos países que sustenta a obrigatoriedade da votação, ou seja, todo cidadão entre 18 a 70 anos deve comparecer às urnas no dia do pleito, onde pode escolher entre os candidatos, voto nulo ou o voto em branco - voto não contabilizado - na urna eletrônica.
O eleitor que não comparece ao pleito eleitoral deve justificar sua ausência, sob pena de multa caso não o faça. Quem não votar ou justificar o voto em três eleições seguidas tem seu Título de Eleitor cancelado.
O voto, ou sufrágio, como é também conhecido, é um dos principais instrumentos utilizados para eleições de representantes políticos ou para tomar decisões políticas, em espaços em que há consulta popular para isso, como nos casos de referendos ou plebiscitos.

Leia Também