(11) 97569-1373

‘Polícia municipal’

29 JUN 2020 - 23h:59
O DS trouxe, na edição de domingo, reportagem mostrando a importância do trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM). Apontou número de ações realizadas na cidade e o aumento de ocorrências registradas.
O trabalho da GCM deixou de ser meramente de fiscalização e preservação do patrimônio público municipal. 
O trabalho é de ajuda e parceria com as polícias civil e militar, garantindo o combate às ocorrências criminais. Já existe na Câmara Federal projetos que buscam transformar a nomenclatura das guardas para policiais municipais. É isso, na verdade, o que já fazem nas ruas, nas ocorrências que atendem nas cidades.
Na reportagem divulgada pelo DS no domingo, mostra que apesar de 2020 registrar, ao menos, três meses de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o número de ações registradas pela GCM, em Suzano, até o momento, subiu 10,6%. 
Só para se ter um ideia, ao todo, o primeiro semestre de 2020 teve 137 registros a mais do que o mesmo período de 2019. Os dados são da Prefeitura de Suzano.
O jornal mostrou que no total, a GCM da cidade realizou 1.422 ações nos seis primeiros meses de 2020. Já no ano passado, este número foi de 1.285. Foram 495 abordagens em 2019 e 423 em 2020. 
O trabalho de equipagem e reforço logístico para o atendimento da GCM na cidade vem sendo reforçado com a compra de mais equipamentos para o combate e auxílio da cidade.
O número de prisões realizadas pela GCM também é grande: foram 38 prisões em flagrante, superando em 15,1% as 33 do primeiro semestre do ano passado. No total, 2019 teve impressionantes 96 prisões em flagrante realizadas pelos guardas.
Um fato curioso é que o número total de ações realizadas pela GCM em todo o ano de 2019 foi de 4.742, representando uma média de quase 13 por dia. Em contrapartida, nos 174 dias de 2020 (até 22 de junho), foram uma média de pouco mais de oito ações por dia. Isso mostra que houve aumento no número de registros no segundo semestre do ano passado.
Segundo a Prefeitura, os atendimentos mais comuns da GCM até o momento foram os de perturbações de sossego, seguidos por desinteligências, tráficos de entorpecentes e auxílios às policiais Civil e Militar. 
Também houve redução nos casos de violência doméstica e aumento das visitas às vítimas monitoradas. Até o momento, foram 5.299 ações da Patrulha Maria da Penha, com duas prisões em flagrante. No ano passado inteiro, foram 11.418 rondas realizadas, resultando em seis detenções.
É importante que o trabalho da GCM seja contínuo com apoio da população e reforço logístico, cada vez mais, do poder público.
Somente assim a segurança pública será reforçada em Suzano e outras cidades.

Leia Também