(11) 97569-1373

Produção de lixo

6 JUL 2020 - 23h:59
O DS publicou, na semana passada, reportagem mostrando que a quantidade de lixo recolhida aumentou 8,2% em março deste ano, em comparação com fevereiro.
 
Um efeito claro da pandemia, porque as pessoas estão mais tempo em casa por conta do isolamento social. 
 
O terceiro mês contou com oito dias de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o que auxiliou na produção de lixo por parte da população. Os dados são do Grupo Pioneira, empresa responsável pela coleta de lixo na cidade.
 
Recentemente a Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais) estimou que as medidas de isolamento social devem causar um aumento de 15% a 25% na produção de resíduos sólidos (lixo orgânico e reciclável) nas residências. O lixo hospitalar deve crescer de 10 a 20 vezes, segundo a entidade.
 
Em Suzano, no mês de fevereiro, foram 7,3 toneladas de lixo recolhidos. Já em março, este número foi de 7,9 toneladas. Após o aumento, houve redução na produção de resíduos em abril e maio. Nos dois meses, foram 7,2 toneladas em cada. 
Houve aumento no recolhimento de papel e plástico. 
 
Segundo a Coletora Pioneira de Suzano, isso ocorreu por três fatores provocados pela pandemia: o primeiro diz respeito aos catadores, que pararam de ir para as ruas; o segundo pelo aumento na quantidade de pedidos e entregas; e o terceiro pela paralisação da coleta seletiva.
 
Não há dúvida de que o isolamento social e a prática do trabalho em casa elevaram significativamente o volume de lixo doméstico produzidos nas residências. Algumas atitudes simples podem garantir a segurança dos coletores na hora de recolher esses resíduos.
 
O isolamento social, a principal medida de combate à pandemia do novo coronavírus, mudou radicalmente o cotidiano das cidades pelo mundo. E um dos efeitos provocados pela quarentena se relaciona à quantidade de lixo nas ruas e dentro das casas. 
 
As medidas de isolamento social adotadas para evitar a maior disseminação da Covid-19 demandam que, todos que não são trabalhadores de serviços essenciais, fiquem em casa durante a maior quantidade de tempo possível e que pessoas dos grupos de risco não saiam. 
 
Com isso, muitas escolas e universidades suspenderam suas aulas presenciais e empresas de diversos portes e/ou segmentos adotaram o home office. Em Suzano, o lixo que a coleta seletiva era, de fato, muito importante. Hoje, há muitas entregas também, e na pandemia, os catadores estão indo menos para as ruas. O número de viagens dos caminhões de coleta aumentou por conta da quantidade de papel e plástico recolhida. Em fevereiro, foram cerca de 1,2 mil viagens; em março, em torno de 1,3 mil; em abril, 1.385; e em maio, 1.430 viagens.
 
É importante que ações seja fortalecidas para que o lixo não possa prejudicar também o meio ambiente no meio desta pandemia.

Leia Também