(11) 4745-6900

Solidariedade na pandemia

8 ABR 2021 - 05h:00
A solidariedade é mais do que necessária nesta época de pandemia. Além de lamentarmos as mortes, vidas ceifadas por conta da Covid-19, temos de buscar ajuda para quem está passando necessidade. Há milhares de pessoas no Brasil passando fome e precisando de ajuda.
Ontem, o Governo do Estado anunciou a doação de 500 mil cestas básicas por empresas integrantes do Comitê Empresarial Solidário. Essas cestas se somam às 740 mil já adquiridas pelo governo, totalizando assim 1,2 milhão de unidades que serão entregues até julho deste ano. As doações serão destinadas ao combate da insegurança alimentar das famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. 
Uma medida extremamente necessária, que tem de partir do poder público para atender um número maior de pessoas. 
A situação é crítica em todo o País. Segundo o governo estadual, serão R$ 35 milhões em doações em dinheiro e em cestas do alimento solidário. “Não é apenas ter popularidade, pra isso você precisa ter credibilidade. Belíssimo exemplo humanitário que o Estado de São Paulo da através da livre iniciativa”, disse João Doria. 
Cada cesta custa em média R$ 70,00 e sustenta uma família de até cinco pessoas durante três semanas dentro do padrão internacional de qualidade e de segurança alimentar. 
Na primeira onda da pandemia, o governo já havia se mobilizado e distribuído mais de 1,5 milhão de cestas básicas pelo Programa Alimento Solidário. 
O País tem necessidade premente de ajudar quem precisa. As prefeituras das cidades da região, conforme o DS já noticiou, vem arrecadando cestas básicas e distribuindo o produto para quem precisa. O problema é que as doações caíram e precisam, sem dúvida, serem retomadas neste momento difícil.
Segundo o Estado, desde a criação do Comitê Solidário foram arrecadados mais de R$1,9 bilhão em doações para a saúde e proteção social, destinados à compra de cestas básicas, produtos de higiene, vacina, entre outros itens para assistir famílias em vulnerabilidade social no território paulista, além de doações diversas feitas pelo Fundo Social para mais de 1.400 instituições, beneficiando mais de um milhão de pessoas no Estado.
É importante que todos possam se engajar na busca pela ajuda. Só assim será possível amenizar o sofrimento de milhares de pessoas que passam fome.

Leia Também