(11) 97569-1373

Esportes

Mogi Basquete vence Caxias na prorrogação, se garante no G8 e enfrenta o Minas na Copa Super 8

Com a vitória, o time encerra o primeiro turno do NBB (Novo Basquete Brasil) na oitava colocação

11 JAN 2021 - 10h:12 Por de Mogi
Mogi Basquete vence Caxias na prorrogação, se garante no G8 e enfrenta o Minas na Copa Super 8 Mogi Basquete vence Caxias na prorrogação, se garante no G8 e enfrenta o Minas na Copa Super 8 / Antônio Penedo/Mogi Basquete

Em uma partida muito acirrada e com prorrogação, o Mogi das Cruzes Basquete bateu o Caxias do Sul por 92 a 87 neste domingo (10), no Ginásio do Parque São Jorge, em São Paulo. Com a vitória, o time encerra o primeiro turno do NBB (Novo Basquete Brasil) na oitava colocação, com oito triunfos e sete derrotas, e enfrentará o líder Minas, ainda este mês, na Copa Super 8.

O duelo foi equilibrado desde o começo, com vantagem para o time gaúcho por 21 a 14 no quarto inicial. No segundo, a equipe do técnico Guerrinha abriu uma diferença de cinco pontos, terminando em 13 a 8. Após o intervalo, os mogianos continuaram à frente, vencendo por 27 a 22, e no último período os mandantes reagiram, 22 a 19, levando a disputa para a prorrogação. No tempo extra, o Mogi Basquete foi melhor (19 a 14), consolidando a vitória.

“Essa sequência de jogos não é fácil. O Caxias teve jogos difíceis e conseguiu um bom desempenho. Essa vitória que nos colocou na oitava colocação está dando uma cara e um espírito para o grupo. Apesar da colocação, brigamos de igual para igual com vários times e isso me dá muito orgulho. Espero que no segundo turno a equipe continue com esse espírito para melhorar a nossa classificação. O Super 8 será muito duro, mas temos chances de vitória se tivermos um bom rendimento”, ressalta o técnico Guerrinha.

Os destaques mogianos da partida foram o armador Fúlvio Chiantia, o mais eficiente (25), com um duplo-duplo de 17 pontos, 12 assistências e cinco rebotes, os alas-pivôs Wesley Castro, cestinha com 20 pontos, e Luis Gruber, com 14 pontos. Também foram bem os alas Wesley Mogi, com nove pontos e nove rebotes, e Dominique Coleman, com 15 pontos e sete rebotes, e o ala-armador Guilherme Lessa, com nove pontos. A equipe teve um aproveitamento de 100% nos lances livres (19).

Critério de desempate

A disputa pela sétima colocação está entre Franca e Corinthians, que venceu o Cerrado por 74 a 71 nesta noite. Os francanos já jogaram todas as partidas do turno e aguardam o resultado do último confronto do alvinegro nesta reta final contra o Caxias do Sul, na terça. Se o time da capital vencer, os dois empatam em número de vitórias e derrotas com os francanos e com o time do técnico Guerrinha. Caso os alvinegros percam uma partida, Franca e Mogi Basquete empatam no número de vitórias e derrotas, mas o time do interior termina na sétima posição da tabela por ter vencido os mogianos no confronto direto. Com o tríplice empate, o critério de desempate para definir seria o saldo de pontos entre os três nos confrontos entre eles. O Franca tem o pior desempenho (-11 pontos) e ficaria fora. O Corinthians soma 17 e Mogi tem menos seis.

Leia Também