(11) 4745-6900

Lance Livre 11-05-2022

11 MAI 2022 - 05h:00 Por Edgar Leite

Partidos
Os partidos políticos, com representatividade nas cidades do Alto Tietê, estão de olho nas pesquisas para a Presidência da República.
 
Novo  levantamento
Ontem, mais uma vez um novo levantamento foi divulgado. Desta vez pelo jornal O Estado de S. Paulo. De acordo com Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém a liderança nas intenções de voto para a Presidência no primeiro turno, com 40,6% no levantamento estimulado. O presidente Jair Bolsonaro (PL) segue em segundo lugar, com 32%.
 
Outros nomes
Ciro Gomes (PDT) está em terceiro, com 7,1% das intenções de voto. Na sequência, aparecem João Doria (PSDB), que acumula 3,1%, e André Janones (Avante), com 2,5%. Simone Tebet (MDB) tem 2,3% e Luiz Felipe d’Ávila (Novo), 0,3%. Branco e nulos somam 5,1%, e indecisos, 7,0%.
 
Investimentos  na educação
O Governo de São Paulo liberou nesta terça-feira (10) investimento de R$ 280,4 milhões para compra de 1.089 veículos destinados à Educação. Do total, R$ 251,3 milhões foram disponibilizados para a aquisição de 970 ônibus escolares e R$ 29,1 milhões na compra de 119 caminhões frigoríficos para transporte da alimentação escolar.
 
Alto Tietê espera entrar na lista
As cidades do Alto Tietê não entraram na lista de investimentos, desta vez, mas esperam figurar na próxima.
 
78 veículos
O governador também entregou os primeiros 78 veículos adquiridos pelo Governo de SP. Com investimento de R$ 20 milhões, foram entregues 57 novos ônibus escolares e 21 caminhões frigoríficos para merenda, que beneficiará 78 municípios do Estado. Desde 2019, o governo já adquiriu 1.838 ônibus escolares e foram investidos R$ 462,98 milhões na compra.
 
Fiscalização do Meio Ambiente
A Secretaria de Meio Ambiente de Suzano segue com fiscalização contra invasão e desmatamento de áreas ambientais. Na semana passada, a ação ocorreu e coibiu um desmatamento verificado na Vila Nova das Lavras, no distrito de Palmeiras. Ao todo, seis construções foram embargadas.

Leia Também