(11) 97569-1373

De julho até março

89 ônibus da Radial foram depredados; novo episódio tira 20 de circulação em Suzano

Nesta nova ocorrência, ataques saíram do lado Norte e, também, ocorreram no Centro da cidade

13 MAR 2018 - 10h:22 Por Marcus Pontes - de Suzano
No episódio mais recente de ataques de vândalos, 19 foram atingidos por pedras, bolinhas de gude e, inclusive, barras de ferro No episódio mais recente de ataques de vândalos, 19 foram atingidos por pedras, bolinhas de gude e, inclusive, barras de ferro / Divulgação

Atualizado às 12h07

De julho de 2017 até março deste ano, a Radial Transportes tirou de circulação 89 ônibus que foram depredados em Suzano. No episódio mais recente de ataques de vândalos, 20 foram atingidos por pedras, bolinhas de gude e, inclusive, barras de ferro. A maior parte das novas ocorrências foram no lado Norte da cidade. Segundo a empresa, uma parte dos veículos atingidos será substituído e outra ficará sem, assim havendo remanejamentos, com consequência em atrasos em determinadas linhas da região mais afetada. 

Deste novo episódio, 8 ataques foram em principais vias do Centro. Ao todo, três foram na Avenida Marques Figueira. As ações realizadas na região central também foram registradas nas avenidas Tiradentes, Dr. Prudente de Moraes (SP-66) e Major Pinheiro Fróes (SP-66), além das ruas Paulo Portela e Benjamin Constant. Até o último incidente, a parte do Centro suzanense não era alvo dos vândalos.

Em situações anteriores, as ocorrências eram sempre no lado Norte da cidade. Os números mostram que, neste novo ataque, os vândalos depredaram 10 ônibus nesta região. O levantamento feito pela Radial aponta que a maior parte ocorreu nas avenidas Francisco Marengo e Miguel Badra, com quatro e três registros cada. Seguido do Viaduto Leon Feffer, com duas ocorrências, além da Estrada Portão do Honda e Avenida João Batista Fittipaldi, tendo uma depredação cada. 

Além disso, os vândalos também atacaram um ônibus na Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31). Segundo a Radial, os ataques começaram às 18h40 dessa segunda-feira. O último registro foi por volta das 4 horas desta terça-feira (13). 

Casos

Desses 89 casos de vandalismo, 46 foram de janeiro a julho de 2017. Na época, a Radial divulgou levantamento mostrando que 41 foram observados no primeiro trimestre daquele ano. Em dezembro do mesmo ano, um novo ataque tirou 16 veículos de circulação. Neste ano, os ataques deixaram duas mulheres levemente feridas, em fevereiro, quando atacaram oito ônibus. 

Leia Também