(11) 4745-6900

Região

Alto Tietê abre 2.233 vagas de emprego com carteira assinada em outubro, aponta Caged

Ao todo, foram 12.730 admissões, contra 10.497 desligamentos durante o período

30 NOV 2021 - 16h:32 Por Lucas Lima - da Região
Alto Tietê abre 2.233 vagas de emprego com carteira assinada em outubro, aponta Caged Alto Tietê abre 2.233 vagas de emprego com carteira assinada em outubro, aponta Caged / Divulgação

O Alto Tietê criou 2.233 postos de trabalho em outubro deste ano, aponta o novo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Ao todo, foram 12.730 admissões, contra 10.497 desligamentos durante o período. Das dez cidades da região, apenas Ferraz de Vasconcelos e Salesópolis tiveram saldo nulo.

Os dados divulgados nesta terça-feira (30) pelo Caged apontam que na liderança de criação de postos de trabalho em outubro está Suzano. A cidade contabilizou saldo positivo de 788 vagas de empregos gerados, resultado de 2.989 contratações e 2.201 demissões.

Itaquaquecetuba aparece na segunda posição com a geração de 502 postos de trabalho. A cidade computou, em outubro, 2.143 admissões e 1.641 desligamentos.

Na sequência vem Mogi das Cruzes, com a criação de 496 postos de trabalho. O dado é referente a 4.191 contratações, contra 3.695 demissões, ambos os maiores números da região.

Poá segue a lista com saldo positivo de 170. A cidade registrou 1.177 admissões, mas por outro lado teve 1.007 desligamentos.

Na quinta posição está Santa Isabel, tendo gerado 122 postos de trabalho. Ao todo, foram 386 contratações em outubro, contra 264 demissões.

Arujá ocupa a sexta posição. O município criou 68 vagas de emprego com carteira assinada, resultado de 902 admissões e 834 desligamentos.

Já Guararema teve saldo positivo de 58 novos postos de trabalho. O dado é referente a 277 contratações, contra 219 demissões.

Na última posição com saldo positivo está Biritiba Mirim. A cidade criou 29 vagas de emprego com carteira assinada em outubro, resultado de 75 admissões, contra 46 desligamentos.

Na contramão das oito cidades, Ferraz de Vasconcelos e Salesópolis fecham a lista com saldo nulo. Em Ferraz, foram 550 contratações, contra 550 demissões. Já em Salesópolis foram 40 admissões e 40 desligamentos.

Ministro

O ministro do Trabalho e Previdência, Onix Lorenzoni disse que os números do acumulado do ano “nos entusiasmam pela esperança que abrem. A recuperação econômica que o Brasil vem tendo é extremamente sustentável”, disse. Segundo ele, todos os sinais apontam para a continuidade na geração de empregos formais no País.

Leia Também