(11) 4745-6900

Região

Animais em situação de maus-tratos são resgatados em Itaquá

Casos aconteceram no Parque Piratininga e Jardim Santa Helena

19 FEV 2021 - 12h:12 Por de Itaquá
Animais em situação de maus-tratos são resgatados em Itaquá Animais em situação de maus-tratos são resgatados em Itaquá / Divulgação

O Canil da Guarda Civil Municipal (GCM), de Itaquaquecetuba, acompanhou um resgate de cães em situação de maus tratos, realizado pela equipe do Controle de Zoonoses (CCZ) do município. As ações ocorreram depois de denúncias anônimas. Os casos aconteceram no Parque Piratininga e Jardim Santa Helena.

No Parque Piratininga, a Zoonoses foi com o apoio do G26, equipe do canil, verificar uma denúncia, por volta das 9h50, onde encontrou três cães em um espaço pequeno, com muita sujeira, sem qualquer tipo de alimentação e sem água. Neste local, o proprietário alegou aos agentes que não possui condições de manter os animais em melhores condições. Neste caso, a equipe do CCZ orientou o dono dos animais e fez a notificação.

Já no Jardim Santa Helena, a situação era ainda mais séria, os animais estavam aprisionados em um caixote de ferro, no fundo do terreno de uma empresa.  O responsável alegou que os cães estavam há dois dias naquele lugar por conta de um alagamento no terreno.  Mas o caixote em que mantinha os animais não possuía qualquer cobertura, expondo os dois, um com sete anos e outro com dois meses, ao calor de mais de 40ºC.

As duas ações foram realizadas com muito sucesso pelas equipes do Controle de Zoonoses e com o apoio do Canil da GCM. Os animais foram removidos ao Centro de Controle de Zoonoses para receber os devidos cuidados.

O prefeito Eduardo Boigues explica que as penas para maus-tratos deveriam ser cada vez mais severas: “Temos que tratar da melhor forma os animais e não do jeito que encontramos essa situação”, ressaltou o prefeito Eduardo Boigues.

Maus –tratos é crime de acordo com o artigo 32 da Constituição (Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos), a pena, mas em 2020, foi sancionada a Lei 14.064/20. A pena é reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição da guarda de animais.

Já o secretário da Saúde, Edson Rodrigues, o Edson da Paiol, expõe sua indignação com as pessoas que não possuem condições de criar animais: “Muitas pessoas não têm condições de ter animais em casa. Esses casos, sem dúvida, foram os piores que já presenciei em todos esses anos”, ressalta.

O secretário de Segurança Urbano, Anderson Caldeira, fala da importância de denunciar: “Os cidadãos precisam denunciar as irregularidades, isso é importante para o cumprimento integral da Lei”, reforça.

As denúncias ajudam muito para que o Poder Público possa tomar as medidas legais cabíveis. Em Itaquaquecetuba, a população pode denunciar por meio do 153, que é número da Guarda Civil Municipal ou pelo 190, número da Polícia Militar.

Leia Também