(11) 97569-1373

Transporte ferroviário

CPTM prevê R$ 98 mi na melhoria dos sistemas de sinalização e energia

Companhia diz que está em constante modernização de sua frota e de suas sete linhas, 94 estações e 271 km de extensão

21 NOV 2020 - 16h:11 Por Da região
CPTM vai investir nas linhas ferroviárias da região CPTM vai investir nas linhas ferroviárias da região / Regiane Bento/DS
A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) realiza obras para melhoria dos sistemas de energia nas estações da região. O valor do investimento é de R$ 98 milhões, com previsão de conclusão no primeiro semestre de 2022 e as obras para melhoria dos sistemas de sinalização CBTC - R$ 520 milhões - com previsão de conclusão no final do ano de 2023.
 
A CPTM diz que está em constante modernização de sua frota e de suas sete linhas, 94 estações e 271 km de extensão. A frota de trens é readequada conforme a necessidade operacional, de forma a padronizar as linhas e a utilização das composições, seguindo critérios técnicos. Na Linha 11-Coral circulam trens das séries 8500 e 9000. Já na Linha 12-Safira circulam trens das séries 2000, 2070, 7000 e 9000. Modelos novos e dentro dos padrões técnicos da companhia.
 
A região do Alto Tietê tem recebido vários investimentos na atual gestão. A companhia aumentou a oferta de viagens em 2% na Linha 11-Coral, eliminou a baldeação em Guaianases (passageiros podem ir direto de Luz até Mogi das Cruzes, benefício para 70.000 passageiros por dia), reduziu o intervalo para os passageiros que utilizam o trecho Guaianases-Estudantes (9 minutos para 8 minutos), reduziu o tempo de viagem entre Brás e Tatuapé em 2 minutos, implantou Operação Especial para dias de jogos na Arena Corinthians (estação Corinthians-Itaquera) e eliminou as filas de embarque na Estação Guaianases, com melhorias no acesso e linhas de bloqueio.
 
E em Mogi das Cruzes, a CPTM já publicou no Diário Oficial o resultado do Chamamento Público para o fornecimento de um anteprojeto para a reforma e a ampliação das estações Jundiapeba, Mogi das Cruzes e Estudantes, na Linha 11-Coral. O anteprojeto, apresentado pela empresa FH1 Participações e Empreendimentos Imobiliários Ltda, poderá ser utilizado parcial ou totalmente para o futuro processo de licitação de concessão para exploração comercial das três estações para a iniciativa privada, cujo edital deve ser publicado até o final de 2020.
 
Já na Linha 12-Safira, a CPTM pôde reduzir o tempo de viagem em dez minutos – de 63 para 53 minutos - nos dois sentidos, e esta redução possibilitou ainda uma correção na tabela horária que permitiu alteração nos intervalos de pico entre os trens, passando de seis para cinco minutos e meio. O projeto de melhorias da linha recebeu o prêmio Inova Cidade 2020, que consiste no reconhecimento do Instituto Smart City Business America às iniciativas que contribuem para a melhoria da qualidade de vida nas cidades, premiando casos, iniciativas ou projetos que tenham causado impactos positivos mensuráveis e reconhecidos pela sociedade, realizados por administrações públicas, empresas ou organizações sociais.

Leia Também