(11) 4745-6900

Poá

Instituto Acolher atende 120 crianças e conta com ajuda para manter trabalho social

ONG atende atualmente 115 crianças a partir de 4 anos de idade

11 MAI 2022 - 15h:30 Por de Poá
Instituto Acolher atende 120 crianças e conta com ajuda para manter trabalho social Instituto Acolher atende 120 crianças e conta com ajuda para manter trabalho social / Julien Pereira/Divulgação
As dificuldades enfrentadas por muitas  famílias durante a pandemia de Covid-19 que infelizmente tem reflexos  até hoje, fez com que o pastor da Assembléia de Deus, Roberto Nogueira Dias, criasse há dois anos o Instituto "Acolher".
 
Tudo começou em março de 2020 quando foi realizado  no bairro São Francisco, também conhecido como "Raspadão", em Poá, o projeto "Não durma com fome". De acordo com o pastor que hoje é presidente da ONG, nesta noite foram distribuídas 150 refeições.
 
A necessidade da comunidade fez com que novas ações fossem idealizadas e realizadas e no prazo de 3 meses foram oferecidas cerca de oito mil refeições, entre outros serviços sociais,  como corte de cabelo.
 
A ONG que tem como sede a rua Rosa, no bairro de Calmon Viana, atende atualmente 115 crianças a partir de 4 anos de idade, sendo 70 do bairro São Francisco e 45 de Calmon Viana e conta com 18 voluntários. 
 
O carro chefe são as aulas de boxe e de reforço escolar que são realizadas duas vezes por semana nos dois endereços, porém acontece ainda aulas de artesanato. Além das aulas, também é oferecido refeições aos alunos.
 
De acordo com o presidente Roberto, o objetivo é expandir o atendimento das crianças e jovens e oferecer outros serviços como  aulas de informática, de libras, acompanhamento familiar, entre outros, porém, a maioria dos voluntários são trabalhadores comuns que só conseguem ajudar de acordo com a sua especialidade.
 
Roberto que é enfermeiro da Rede Básica de Saúde do município de Poá conta que a ONG sobrevive hoje com doações que são realizadas por meio de PIX e que no momento estão sendo insuficientes para manter a instituição que só com aluguel gasta um total de R$1750  já que os dois endereços são locados.
 
"O nosso objetivo é atender o maior número de jovens e famílias possível,  mas enquanto não conseguimos a ajuda do Governo, necessitamos do auxílio de pessoas comuns e para isto contamos com o apoio das pessoas que se identitificarem com o nosso serviço e que puderem nos apoiar".
 
As doações podem ser realizadas por meio do PIX  11 959792033.

Leia Também