(11) 4745-6900

Região

Poá: atendimento pediátrico passa a funcionar no Centro de Especialidades

Mudança foi realizada ao longo do dia, sem interrupções no atendimento; o serviço já teve início às 18 horas e segue normalmente

25 JAN 2021 - 13h:34 Por de Poá
Poá: atendimento pediátrico passa a funcionar no Centro de Especialidades Poá: atendimento pediátrico passa a funcionar no Centro de Especialidades / Prefeitura de Poá/Divulgação

O Pronto-Atendimento Infantil de Poá já começou a ser realizado neste domingo (24/01), às 18 horas, no Centro de Especialidades (Ceme), localizado na Rua Marquesa de Santos, 186, no Jardim Medina. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a mudança foi realizada sem necessidade de interrupções no atendimento. Nesta primeira semana, dois veículos estarão à disposição no Pró-Criança para o transporte no novo local.

No Ceme, o serviço segue 24 horas e conta com seis pediatras, sendo três no período diurno e três no período noturno, equipe de enfermagem, exame de laboratório, Raio-X digital, leito de observação e dois leitos de emergência. Os pacientes contam ainda com o respaldo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que está localizado ao lado do prédio.

A Secretária de Saúde, Cláudia de Deus, explicou que nesta primeira semana, dois veículos ficarão à disposição para o transporte no novo local para quem chegar sem condução no Pró-Criança. “Além disso, teremos um funcionário presente para orientar as pessoas que não estiverem sabendo da mudança”, explicou.

É importante ressaltar que o atendimento do Centro de Especialidades continuará de forma descentralizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com a transferência dos profissionais da Saúde nos postos. Com a mudança de local, o município passará a utilizar o Raio-X próprio, o que representa uma economia de R$ 100 mil por mês, já que o aparelho que utilizamos no Pró-Criança, até então, era alugado”, finalizou.

A necessidade de transferência para o Centro de Especialidades (CEME) se fez necessária por causa de algumas irregularidades que afetavam o seu pleno funcionamento e também o contingenciamento financeiro que já é realidade no município, conforme estipulado nos Decretos Municipais 7.731/2021 e 7.732/2021, publicados na última sexta-feira (22/01).

Leia Também