(11) 4745-6900

Região

Protagonismo negro é destaque no Sesc Mogi das Cruzes

Quarta edição do projeto “Do 13 ao 20 (Re)Existência do Povo Negro” tem show, literatura e atividades sobre a África para as crianças

11 MAI 2022 - 14h:34 Por de Mogi
Protagonismo negro é destaque no Sesc Mogi das Cruzes Protagonismo negro é destaque no Sesc Mogi das Cruzes / Divulgação

Ampliar e fortalecer os diálogos sobre a condição social da população negra. Este é o intuito do Sesc com a quarta edição do projeto Do 13 ao 20 (Re)Existência do Povo Negro, ação institucional que faz alusão aos marcos de 13 de maio, data da abolição da escravatura no Brasil, e ao 20 de novembro, dia da morte de Zumbi dos Palmares e, desde 2011, instituído como Dia Nacional da Consciência Negra. Esta é a primeira vez que a ação acontece no Sesc de Mogi das Cruzes.

O objetivo do projeto é o fortalecimento e o reconhecimento das lutas, conquistas, manifestações e realidades do povo negro, bem como o fomento à equidade, convivência e reconstrução simbólica no campo individual e coletivo, contribuindo para uma sociedade livre do racismo e de outras formas de dominação.

Desta forma, o Sesc pretende reiterar os valores institucionais, corroborar com o processo de ressignificação simbólica do Brasil como comunidade multiétnica e multicultural. Em diferentes formatos, linguagens e assuntos, a programação versa em análises críticas de apagamentos e anúncios da produção cultural negra, perpassando a educação, artes visuais, literatura, religiosidade, africanidades, turismo, cartografias, feminismo negro, entre outras possibilidades.

Confira a programação do projeto em Mogi das Cruzes:

LITERATURA/ESPETÁCULO

Poéticas do Bonfim

A poeta Jô Freitas propõe com esse espetáculo literário uma espécie de território nordestino, tendo a Bahia como condutor de suas tradições. O Show poético-literário conta com versos próprios, buscando um universo Baiano aconchegante com a sanfona e a viola. É a poesia do interior e da cidade grande em junção através da poesia falada (Spoken word) e da poesia cantada. Jô Freitas é atriz, poeta e escritora. Nordestina adotada por São Paulo há 27 anos, realizou alguns projetos literários fora do Brasil. Em 2017 desenvolveu seu trabalho no Peru, chamado "Mulheres em Travessia" composição de poesia e áudio visual através das histórias das mulheres, em novembro de 2018 lançou seu livreto "Flores" e em 2019 viajou para Moçambique e África do Sul no festival de poesia "Poetas D`alma.

Quando: Dia 13/5, sexta, 20h | Duração: 60 minutos | Classificação: A partir de 12 anos | Entrada: Grátis - Sem retirada de ingressos.

CRIANÇAS / OFICINAS

Descobrindo nossos tesouros: da África para o Brasil

Caruru Em nossa caça ao tesouro as moedas de ouro são os mais diversos elementos pertencentes à cultura africana e afro-brasileira. Escavaremos memórias, demarcando territórios e compondo nosso baú de riquezas com conhecimento por meio das palavras, curiosidades, músicas e brincadeiras relacionadas com elementos na natureza (como se faz em África). Nosso pote de ouro ao final do arco-íris é representado pela diversidade da desmistificação cultural do continente africano.

Quando: Dia 14/05, sábado, às 11h e às 14h30 | Duração: 60 minutos | Classificação: De 4 a 12 anos | Entrada: Grátis | Vagas: limitadas com entrega de senha no local com 20 minutos de antecedência.

Construção de jogos a partir dos símbolos africanos

Com os símbolos adinkras construiremos jogos de memorização, vivenciando uma das escritas e sabedorias antigas do povo akan, civilização da África Ocidental.

Quando: Dia 15/05, domingo, às 11h e às 14h30 | Duração: 60 minutos | De 4 a 12 anos | Entrada: Grátis | Vagas: limitadas com entrega de senha no local com 20 minutos de antecedência.

Música / Show

Yzalú

Nascida em São Bernardo do Campo, Yzalú é uma das expoentes da nova Música Popular Brasileira, unindo a tradição da MPB com a renovação do rap nacional. Influenciada por Marisa Monte, Jorge Ben, Michael Jackson, Lauryn Hill, em 2016 a artista lança seu primeiro álbum, "Minha Bossa é Treta", tendo recebido alguns prêmios pelo trabalho. Yzalú é cantora, rapper, compositora e violonista oriunda de São Paulo. Com 18 anos de carreira, se destacou ao unir o violão ao rap e inovou no cenário independente ao apresentar o seu primeiro álbum intitulado "Minha Bossa é Treta". Lançado em 2016, ousou ao experimentar ritmos diversos desde o Rap, passando pela MPB, Samba Jazz e Afrobeat. Seu álbum foi considerado um dos melhores do ano por sites especializados e ganhando alguns prêmios. Yzalú é uma notória artista no Brasil que faz de sua deficiência física uma ferramenta artística dentro da música, como forma de empoderamento e transformação social. Yzalú particularmente se destaca ainda por possuir um trabalho genuíno, consistente e original. Seu último lançamento, o EP Quântica, foi uma parceria inédita com a cantora Shirley Casa Verde.

Quando: Dia 15/5, domingo, 16h | Duração: 80 minutos | Classificação: Livre | Entrada: Grátis - Sem retirada de ingressos.

 

Leia Também