(11) 4745-6900

Secretaria padroniza atendimento às mulheres vítimas de violência

Em reunião entre a pasta da Mulher, OAB/Poá, Sala Rosa, e GCM, se unem por mais atenção e proteção às vítimas

22 FEV 2021 - 22h:00 Por de Poá
Reunião definiu padrão de atendimento às vítimas de violência Reunião definiu padrão de atendimento às vítimas de violência / Rodrigo Nagafuti/Divulgação
A secretaria da Mulher de Poá realizou, nesta segunda-feira (22), uma reunião com representantes da Guarda Civil Municipal (GCM), das comissões da Mulher e de Assistência Judiciária da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e da Sala Rosa, com o objetivo de formalizar uma padronização de atendimento a fim de preservar e dar o devido suporte às mulheres vítimas de violência doméstica no município.
 
O intuito é dar todo o amparo para a vítima, seja psicológica ou jurídica, além de criar prontuários para cada caso e, consequentemente, obter uma estatística mais precisa dos casos de violência doméstica ocorridos no município. 
 
“Muitas mulheres procuram a nossa secretaria, porém, existem casos que são registrados diretamente na Sala Rosa (localizada dentro da Delegacia de Polícia do município, com o objetivo de atender casos desta natureza), assim como no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), o que impede um número mais preciso de casos e de acompanhamento dos mesmos”, explicou a responsável pela pasta, Maria das Graças Chaia Marques.
 
Além da secretária, participaram da reunião a equipe técnica da pasta; a coordenadora da Patrulha Maria da Penha da GCM de Poá, Kelly Aparecida Pedro; o presidente da OAB/Poá, Ricardo Carlos Filho; as presidentes das Comissões da Mulher e Assistência Judiciária da OAB/Poá, Sidneia Bueno e Giseli Cardi, respectivamente; e além da coordenadora da Sala Rosa, Sandra Aparecida Santos.
 
“Vamos centralizar o primeiro atendimento na secretaria da Mulher, para que faça um prontuário, oriente a vítima com informações jurídicas, encaminhando-as para a Sala Rosa, onde farão o Boletim de Ocorrência (BO). Posteriormente, elas serão direcionadas para a OAB, já com os devidos documentos, para que sejam tomadas as ações necessárias como, por exemplo, as medidas protetivas”, afirmou o presidente da sede da Ordem dos Advogados, em Poá. Já o Creas, será orientado a fazer o encaminhamento das mulheres vítimas de violência doméstica à secretaria da Mulher, para que sigam todos esses procedimentos.
 
A secretaria da Mulher está localizada na Rua Fernando Pinheiro Franco, 141, centro, e o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas. O telefone para mais informações é 4639-2044.

Leia Também